TRANSMISSÃO AO VIVO

cultoaovivo2

Cultos gravados

cultos-gravados

BUSCA


Como chegar a PIBN

Digite o seu endereço.
Endereco:
Cidade:
Estado:
CEP:

Acompanhe a PIBN

Boletim Dominical

atividadespibn

PEDIDO DE ORAÇÃO

FAÇA AQUI O SEU PEDIDO DE ORAÇÃO ON LINE

Nome:

Telefone para contato:

E-mail:

Seu pedido:
 

Climatempo

Principal Editoriais Viver para a glória de Deus
Viver para a glória de Deus PDF Imprimir E-mail
Li um texto certa vez sobre a diferença entre o discípulo e o membro de igreja. O autor inicia com a seguinte frase: Todo discípulo é um membro da igreja, mas nem todo membro da igreja é um discípulo de Jesus.Após isso, lista diversos aspectos contrapondo cada um deles. Eis alguns: O membro espera pães e peixes, o discípulo é um pescador; o membro luta para crescer, o discípulo luta para reproduzir; o membro aumenta a comunidade, o discípulo multiplica a comunidade; o membro sonha com a igreja ideal, o discípulo se entrega para fazer uma igreja real; o membro espera uma almofada, o discípulo leva sua cruz; o membro responde “talvez”; o discípulo responde “eis-me aqui!”; o membro necessita de um avivamento, o discípulo faz o avivamento; o membro é sócio, o discípulo é servo; Jesus não chama voluntários, mas servos; o voluntário ora pode, ora não pode, ora quer, ora não quer, mas a vontade do servo é para o seu Senhor e ele está determinado a cumprir aquilo que lhe ordenar. Viver para a glória de Deus é não viver mais para si mesmo, mas sim para Cristo. É entregar-se por inteiro para cumprir a vontade do seu Senhor. Temos levado esta mensagem ao povo gaúcho, marcado por uma história de luta por liberdade. Temos dito: É preciso ser escravo, para então receber a liberdade. É preciso perder a sua vida, para então ganhá-la. É preciso morrer, para então viver eternamente, e Deus tem levantado homens e mulheres sul-rio-grandenses para servir em sua terra, entre o seu povo. Deus tem formado discípulos gaúchos que têm cumprido com determinação a vontade do seu Senhor. Prova disso é a irmã Beatriz, no município de Imbé, que abriu as portas do seu lar para realizarmos os cultos públicos e estudos bíblicos. É uma casa simples, num bairro simples, mas cheia da presença de Deus. Apesar do seu trabalho tomar grande parte do dia, ela tem evangelizado seus vizinhos, colegas e amigos. Deus tem agido intensamente no coração dela, preparando-a para coisas maiores. Quando é dia de culto há uma mobilização, pois vêm tantas pessoas que precisamos tirar a mesa da cozinha para a área da frente, e ainda assim, muitos ficam em pé na rua, pois dentro de casa está lotado. Sua casa fica entre três terreiros, um dos quais é vizinho de frente. Enquanto estamos em culto ou estudos, a mãe de santo sai tocando “sineta” e dando gargalhadas que ecoam pelas ruas na tentativa de intimidar aqueles que têm se voltado para Cristo. Queremos compartilhar um trecho escrito pela irmã Beatriz: “Jamais imaginei que iria servir ao Senhor. Pensei que iria me batizar, ir aos cultos, estudos bíblicos, e só. (...) Quando o casal de missionários pastor Ubirajara e Bárbara vieram para a Igreja em Tramandaí, eu comecei a ter uma visão diferente da que eu tinha sobre igreja. Pensava que era somente cultos, EBD, algumas programações. Hoje sirvo a Deus, a minha casa serve a Deus, e faço parte desta igreja multiplicadora em meu bairro.”E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. (2Co 5.15).

Pr. Ubirajara e Bárbara Alves -
Missionários em Tramandaí, RS
(Fonte: http://www.missoesnacionais.org.br/upload/campanha_2013/Revista_Promotor_web.pdf).

 

Aliança Batista Mundial Convenção Batista Brasileira JMM JMN UFMBB UHBB JUMOC CBF STBN