TRANSMISSÃO AO VIVO

cultoaovivo2

Cultos gravados

cultos-gravados

BUSCA


Como chegar a PIBN

Digite o seu endereço.
Endereco:
Cidade:
Estado:
CEP:

Acompanhe a PIBN

Boletim Dominical

PEDIDO DE ORAÇÃO

FAÇA AQUI O SEU PEDIDO DE ORAÇÃO ON LINE

Nome:

Telefone para contato:

E-mail:

Seu pedido:
 

Climatempo

Principal Editoriais Você está seguro de sua salvação?
Você está seguro de sua salvação? PDF Imprimir E-mail
A doutrina da salvação em Cristo é um dos mais importantes ensinos que Ele deixou para todos nós. Essa doutrina fala da segurança dos salvos por terem sido resgatados do pecado pelo poder de Cristo. Parece um paradoxo falar de segurança de salvação num mundo onde tudo é relativo, efêmero, líquido, volátil e, por que não dizer, inseguro.

Poucos comentaristas têm abordado com tantos detalhes esse tema como o fez João R. Gilpin. Ele mostra vinte e oito razões pelas quais um crente verdadeiro, um salvo por Jesus, nunca poderá perder a sua salvação. A última razão, colocada pelo referido autor, fala que “nada pode separar o crente do Senhor Jesus”. É verdade. Cremos realmente que nenhum poder desse mundo, nenhuma filosofia, nenhum homem, nenhuma proposta do inimigo, poderá nos separar do Senhor e fazer com que percamos de vista o fato de que Ele nos garante salvação eterna.

Gilpin conta que “há alguns anos passados, houve uma greve caracterizada por grande violência em Leicester, Inglaterra. Muitas propriedades foram demolidas e inúmeras casas foram arruinadas por causa da revolta. Naquela ocasião havia uma criança brincando no primeiro andar de uma casa, enquanto o seu irmão mais velho estava consertando alguns sapatos no andar de cima. Receando que os revoltosos arrombassem a porta da entrada, ele subiu pela escada e gritou ao seu irmão: “Tomás, Tomás, estão para arrombar a porta; anda, desce depressa”. O rapagão, homem esbelto e forte, desceu, escorou a porta possante, e seu irmãozinho se afastou, confiante, continuando com sua brincadeira”.

Com base nesse acontecimento, Gilpin conclui: “Algumas vezes o Acusador se aproxima desta minha casa e, quando seu sou tomado de medo, receando que o Inimigo me arrebate à força, subo rapidamente pela escada da oração e grito: “Meu Senhor, meu Senhor, anda, desce depressa; o Inimigo está para arrebatar-me!” Ligeiro como um relâmpago, meu Senhor se posta à entrada do meu coração; e não há, em todo o inferno, demônios em número suficiente para arrombar a porta, quando “meu irmão mais velho” a segura com Seu poder infinito” (Fonte: A Segurança dos salvos. São Paulo: Impressa Batista Regular, 2. ed., 1963, p. 31).

Graças a Deus que nos deu Seu Filho Unigênito para que pudéssemos ter a certeza de que uma vez salvos por Ele, somos salvos eternamente, não por nossos méritos, mas pelo Seu sacrifício na cruz do Calvário. Somente por Jesus Cristo é que podemos dizer que estamos salvos.

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (João 6.37).

Seu pastor e amigo,
J. Laurindo.

 

Aliança Batista Mundial Convenção Batista Brasileira JMM JMN UFMBB UHBB JUMOC CBF STBN