TRANSMISSÃO AO VIVO

cultoaovivo2

Cultos gravados

cultos-gravados

Como chegar a PIBN

Digite o seu endereço.
Endereco:
Cidade:
Estado:
CEP:

Acompanhe a PIBN

Boletim Dominical

PEDIDO DE ORAÇÃO

FAÇA AQUI O SEU PEDIDO DE ORAÇÃO ON LINE

Nome:

Telefone para contato:

E-mail:

Seu pedido:
 

Climatempo

Principal
Maravilha da criação PDF Imprimir E-mail
Essa é uma das mais belas declarações que a Bíblia traz ao referir-se à criação divina. É uma palavra que saiu diretamente da boca do salmista. Graças a Deus que podemos olhar para os céus e ver o agir de sua mão criadora mostrando-nos seu poder, sabedoria, bondade, pontualidade, fidelidade, grandeza e a glória da criação divina (Cf. SPURGEON, C. H., Esboços bíblicos de salmos, p. 48).

A maravilha da criação divina é o que deu base e fundamentação ao cientista Isaac Newton para afirmar: “Este sistema belíssimo do sol, planetas e cometas só pode ter surgido do conselho e domínio de um Ser inteligente e poderoso”. “Este ser” é, continua Newton, “O Deus Supremo..., um Ser eterno, infinito, absolutamente perfeito...” ( Principia, p. 328).

A maravilha da criação divina é testemunhada pelos céus e o firmamento, os quais o salmista vê como elementos atuantes na proclamação da glória de Deus e no anúncio de suas obras. Desde o início da Bíblia, Deus age como Criador dos céus, da terra, dos animais, enfim, de tudo o que existe na natureza. Por isso, em Gênesis 1.1, lemos: “No princípio criou Deus os céus e a terra” Tudo se originou em Deus. .

O próprio Isaac Newton chegou à conclusão que Deus agiu como criador e, também, ordenou todas as coisas. Não há como negar essa afirmativa. Não há como encontrar outro elemento que explique a maravilha da criação divina. Também não se pode negar a atuação de Deus e atribuir a origem de sua criação ao caos. Como afirma Newton, “não é filosófico procurar qualquer outra origem do mundo, ou pretender que ele pudesse originar-se de um caos pelas meras leis da natureza...” (Óptica, p. 291).

A maravilha da criação divina mostra-nos o quanto devemos cuidar, zelar, tratar bem de tudo o que Deus criou. Existe uma razão para isso: “a criação... geme e está com dores de parto até agora”, afirma o apóstolo Paulo (ver Romanos 8.22).

Fomos colocados nesse mundo como mordomos para cuidar da criação divina. Essa atribuição só foi dada ao ser humano. Ele deveria cuidar dos animais e de tudo o que fora colocado diante de suas mãos e, principalmente, de seu corpo. Quantos têm desvalorizado o seu próprio corpo como se não fosse parte da criação divina! Esquecem-se ou não reconhecem que o nosso corpo é o “templo”, “santuário”, ou “habitação” do Espírito Santo (1 Coríntios 3.16).

Não temos o direito de estragá-lo ingerindo bebidas alcoólicas, drogas ou qualquer outro elemento nocivo à nossa própria natureza. A maravilha da criação divina nos leva a enxergar que, desde que tenhamos tido uma real experiência de salvação em Cristo, todos nós passamos a fazer parte da nova criação divina, pois Nele fomos feitos "novas criaturas" (ver 2 Coríntios 5.17).

Que assim seja!

Seu pastor e amigo,
J. Laurindo

 

Aliança Batista Mundial Convenção Batista Brasileira JMM JMN UFMBB UHBB JUMOC CBF STBN