NATAL É TEMPO DE DECISÃO!

por | dez 23, 2023 | Editoriais, Sem categoria

Mateus 1.23

“Vejam! A virgem ficará grávida! Ela dará à luz um filho, e o chamarão Emanuel, que significa ‘Deus conosco’.”

Nessa passagem, no Evangelho de Mateus, no capítulo 1, podemos observar quantas decisões foram tomadas por Deus, por José e por Maria. O Senhor poderia decidir enviar o Seu filho para nascer em qualquer lugar que quisesse, porém escolheu Belém, escolheu uma manjedoura, escolheu uma mulher simples e virtuosa, um pai discreto e obediente. A decisão de José e Maria em seguir para Belém se devia ao fato do Rei Herodes já ter a ciência de que a profecia iria se cumprir e que o Rei dos judeus iria nascer e, por isso, pretendia matá-lo.

Vejam quantas decisões. Amar é uma decisão, viver é uma decisão, então nunca escaparemos da tarefa de decidir sobre as nossas escolhas.

Deus decidiu enviar o Seu filho amado para morrer por nós. E nós, o que temos decidido em relação a isso?

João 3.16

“Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Deus, ao ver a humanidade perdida, tomou essa decisão. Como é difícil tomar algumas decisões: um novo trabalho, mudança de endereço, de casa, de cidade. Decidir se casar, ficar noivo, decidir por um tratamento ou uma cirurgia. Todas essas decisões são difíceis, pois nos tiram da nossa zona de conforto. Às vezes nossas decisões não afetam somente as nossas vidas, mas as vidas das pessoas que nos cercam. Contudo, a vida é assim, não tem como ficar “em cima do muro” e não decidir nada.

Romanos 3.22

“somos declarados justos diante de Deus por meio da fé em Jesus Cristo, e isso se aplica a todos que creem, sem nenhuma distinção.”

A decisão foi tomada! Todos somos culpados e é a lei que determina essa sentença. Todos somos pecadores e não há um justo sequer. Então, como conviver com essa decisão? O mesmo Deus que nos deu a sentença, deu-nos, também, a solução e, por isso, Jesus nasceu, pois só através dEle podemos nos reconciliar com o Pai. Natal é tempo de decidir se reconciliar com Deus, com a nossa família, com o nosso próximo. Talvez o nosso próximo nem queira, mas faça isso por você, para que tenha paz em seu coração.

E você, como decidiu comemorar o Natal? Com luzes? Com presentes? Com festas e banquetes? Sendo que é preciso entender que nada disso aconteceu naquela noite do nascimento de Jesus.

Tome a decisão de celebrar a verdadeira expressão do Natal! Deixe Jesus nascer em seu coração. Transborde de fé, esperança e Salvação em Cristo Jesus.

Hoje já pode ser Natal se você tomar a decisão mais importante da sua vida:

“Aceite Jesus como Senhor e Salvador de sua vida!”

Pr. Marcos Dias

Pastor da Família – PIBN